Buscar
Cerrar este cuadro de búsqueda.

Problemas para colar plástico?

Atualmente a utilização de componentes plásticos no mundo industrial é algo cotidiano. Portanto, a indústria moderna não é compreendida sem uniões plásticas.

Tabla de contenidos

A solução definitiva para colar plástico com adesivos

Quando temos de unir materiais plásticos, o maior desafio é escolher o material adesivo adequado para o fazer. Na Antala oferecemos-lhe alternativas para colar plástico com plástico. Existe uma grande variedade de opções, a escolha de uma ou outra dependerá da natureza do plástico e das necessidades do cliente. É muito importante escolher o adesivo correto para uma união ou vedação forte e duradoura.

Problemas para colar plástico?

A união em plásticos ou elastômeros apresenta maior complexidade que outras uniões como as metálicas. A razão é que a nível industrial, os plásticos contêm subprodutos como plastificantes, antioxidantes, diversos aditivos e restos de desmoldantes que podem interferir negativamente na união. A polaridade do plástico e sua energia de superfície são essenciais para conseguir uma boa colagem, materiais com baixo teor de umidade como PE e PP apresentarão mais complicações na colagem.

Passos a seguir para colar plásticos

  • Preparação da superfície

É imprescindível desengordurar as superfícies a unir. Para isso, os produtos a serem utilizados variam de acordo com o tipo de plástico que temos em mãos. Os produtos mais comuns são geralmente acetona para PE e PP, álcool isopropílico para PC, etc.

  • Tratamento da superfície

Despois da limpeza, devemos pensar em qual tratamento de superfície usar para otimizar a união e garantir que ela seja resistente e durável. Existem dois tipos de tratamentos; a mecânica por lixamento ou jateamento e a química, que consiste em introduzir o plástico em soluções específicas, de forma que aumentemos sua umectação. Esta será sempre acompanhada de outra limpeza para retirar eventuais partículas que possam estar presentes após o lixamento ou restos de solução após a imersão no banho químico.

  • Fatores a ter em conta para colar plásticos

Para saber como o fazer e que material utilizar, devemos ter em conta vários fatores, tais como:

  • O tipo de plástico.
  • O desenho das peças a unir.
  • Possíveis requisitos estéticos.
  • O processo de adesão.
  • As condições de trabalho e ambientais.

Escolha do adesivo

Na Antala temos uma vasta gama de adesivos que iremos recomendar em função de diversos fatores. Vejamos alguns exemplos de tipos de tecnologias adesivas:

  • Cianoacrilato
  • Acrílico estrutural (com e sem mistura prévia)
  • Epóxi (monocomponente y bicomponente)
  • Poliuretano
  • Anaeróbico
  • Polímero MS
  • UV curado

Tipos de adesivos y resistencias

Tipo de adesivo e resistência a solventes apolares (óleo de motor, gasolina, tolueno)

  • Cianoacrilato – Bom
  • Monocomponente Epóxi – Excelente
  • Epóxi bicomponente – Muito bom
  • Acrílico Estrutural – Muito bom
  • Curado por UV – Muito Bom

Tipo de adesivo e resistência a solventes polares (água, etileno glicol, álcool isopropílico e acetona)

  • Cianoacrilato – Ruim
  • Epóxi monocomponente – Muito bom
  • 2K Epóxi – Excelente
  • Acrílico Estrutural – Bom
  • Curado por UV – Muito Bom
  • Resistência à temperatura da junção
  • Cianoacrilato de 85°C a 250°C
  • 1K Epóxi de 180°C a 300°C
  • Epóxi 2K de 80°C a 300°C
  • Acrílico estrutural de 150°C a 200°C
  • Cura UV de 120°C a 150°C

Resumo: Como colar plástico?

  1. A primeira coisa a fazer é limpar a superfície a ser colada, para que o adesivo adira perfeitamente.
  2. Você pode usar álcool isopropílico para limpar. É de vital importância usar luvas antes de iniciar o processo.
  3. Certifique-se de que o plástico esteja limpo e seco durante o processo de colagem do plástico.
  4. O plástico geralmente tem um acabamento liso, dificultando a adesão. A superfície deve ser lixada para aumentar sua rugosidade e aderência.
  5. Se você usar adesivo do tipo epóxi, deverá misturar os dois componentes.
  6. Aplique o adesivo em uma das superfícies.
  7. Prenda as peças com cuidado. Se for aplicada força excessiva, você corre o risco de sair todo o adesivo. Se isso acontecer, limpe o excesso de adesivo antes que seque.
  8. Você pode usar fita adesiva ou algum outro prendedor para manter as peças juntas durante o tempo de cura.
  9. É muito importante que você leia a ficha técnica do produto para entender completamente suas características.
  10. Pode consultar os nossos especialistas em colagem de plásticos que o aconselharão sem qualquer compromisso.

Curiosidades sobre como colar plásticos

Aparência e acabamento estético

Se precisarmos colar plástico transparente, sem dúvida as melhores opções serão:

  • Adesivos plásticos UV que fornecem ligações invisíveis.
  • Adesivos transparentes de cianoacrilato que não deixam desbotar.

Por que, em alguns casos, não deves usar adesivos epóxi de cura por temperatura de um componente para colar plásticos?

Os adesivos epóxi monocomponentes não são a melhor opção por um simples motivo: a temperatura de cura da resina epóxi é maior que a resistência térmica do próprio plástico. É por isso que antes de escolher este tipo de adesivo devemos ter clareza sobre a resistência do plástico em questão.

No caso de plásticos resistentes a altas temperaturas como PEEK e PBT, recomenda-se o uso de adesivos epóxi monocomponentes.

Qual é o melhor adesivo para plásticos difíceis?

Temos várias opções na hora de escolher adesivos para colar plástico. Um dos que recomendamos é o adesivo acrílico Permabond TA4610 que permite unir plásticos do tipo poliolefínico como polipropileno ou polietileno, sem a necessidade de tratamento de superfície.

Quer saber como colar?

LinkedIn
Twitter
Email
WhatsApp
Print

O que devo fazer agora?

Se tiver mais perguntas e quiser saber como melhorar a sua aplicação industrial, ligue-nos ou preencha o formulário de contato para que um dos nossos técnicos possa contactá-lo para obter aconselhamento.

Ajudamo-lo a otimizar os seus processos de produção e a resolver qualquer problema relacionado com adesivos industriais, selantes, lubrificantes industriais ou produtos para proteção eletrónica através do nosso serviço de suporte técnico.

Se achou este artigo interessante, pode partilhá-lo clicando nos botões abaixo.

NOVO whitepaper DE ARALDITE REPARAÇÕES EM CONDIÇÕES EXTREMAS
NOVO whitepaper DE ARALDITE: REPARAÇÕES EM CONDIÇÕES EXTREMAS
POSTS MAIS RECENTES
Procuras um produto específico?

Estamos empenhados em otimizar as suas aplicações através das nossas tecnologias e aconselhamo-lo sem qualquer compromisso.

Subscreva o nosso blog

Inscreva-se para receber mais artigos como este diretamente na sua caixa de entrada.

Contactar Antala

Os dados pessoais fornecidos voluntariamente por si através deste formulário web serão processados pela ANTALA INDUSTRIA, S.L., como responsável pelo processamento, a fim de tratar o seu pedido, consulta, reclamação ou sugestão, sem qualquer comunicação ou transferência de dados e guardados pelo tempo necessário para tratar do seu pedido. Poderá exercer o seu direito de acesso, rectificação ou eliminação dos seus dados, contactando arco@antala.pt. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade. 

Araldite whitepaper
REPARAÇÕES EM CONDIÇÕES EXTREMAS

Este Whitepaper explica como otimizar o tempo do pessoal de manutenção técnica em ambientes extremos. 

A redução do tempo de trabalho não é fácil: são muitas vezes necessários técnicos altamente qualificados para trabalhar em períodos de tempo muito apertados e com condições de trabalho difíceis.

PRODUTOS PARA O SETOR EÓLICO

Conhece os melhores produtos técnicos das melhores marcas para a indústria eólica? Saiba como melhorar o desempenho das turbinas eólicas, bem como como proteger e reparar danos.